segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Soft Jazz

Quero ser a mãe que sempre sonhei em ter...
Quero ter mil braços pra abraçar todo amor que eu conheço pra poder tirar dele toda dor que o assola.
Quero poder tirar todos os sorrisos que eu puder tirar de todas as pessoas do mundo, quero ouvir mais e mais gargalhadas até meus ouvidos estourarem.
Pois...ouvindo um riso...parece que a dor cansa de gritar e se silencia...
Se eu pudesse tatuava um sorriso na kra pra cada pessoa que cruzasse meu caminho também abrisse um sorriso e se sentiria bem por estar comigo...
Já sentiu essa sensação? a sensação de alguém estar realmente feliz na sua presença...alguém que diz q vc espalha alegria num mundo cinza de dor...
Acho que é verdade o que dizem...as pessoas mais sorridentes são as mais tristes...
Quando fazemos alguém sorrir...é como uma lágrima no meio da chuva...n importa o quanto você esteja chorando...ninguém nunca vai perceber no meio da chuva.
Quero ser leve como uma brisa de verão que refresca e toca suavemente o rosto das pessoas, mas pelo contrário...sou tempestade,sou intensa,sou gigante,sou densa...sou aquela que se aproxima pra marcar...pra fazer doer,pra fazer o papel que ninguém mais quer fazer,sou aquela que todos tem medo,aquela que arranca pedaços que vc nem sabia que existia.
Eu quero mar calmo, mas sou tsunami, que engole, que puxa,que cobra,que suga,que destrói as coisas frágeis.
Quero ser tanta coisa...mas tanta coisa eu não posso ser,sinto tantos medos sou um pássaro que sabe voar mas tem medo de cair..quer não quer sair do ninho pra não desapontar se falhar...
Sou a eterna tristeza do não saber quem eu poderia ser...

sábado, 6 de outubro de 2018

Minha empatia

Sabe, vivemos num momento político em que o ódio dominou um país inteiro, seja de um lado ou seja de outro.
Desd que conheci a filosofia budista aprendi que devo fazer ao máximo pra dominar a minha raiva, minha frustração,e todos os sentimentos ruins pra tentar manter o equilíbrio.
Mas sabe de uma coisa? Hoje aprendi uma coisa nova sobre mim...
Aprendi que a minha raiva,a minha frustração e a minha dor me movimentam, me empurram pra frente, me catapultam de uma forma que me parece até estranho.
Vc leva um tapa, ai da a outra face e n sei pq diabos as pessoas acham que tem o direito de continuar t esbofeteando.
Chega num ponto que depois de tanto apanhar,vc pode até não revidar, mas no MÍNIMO vc tem que aprender a se levantar e a ir embora,tocar o barco, voar um pouco mais perto do sol!
As vezes temos que entender que soltar a corda é menos dolorido que sustentar um desejo tóxico.
Precisamos aprender que nem tudo que reluz é realmente precioso, precisei aprender que por mais que eu enxergue um brilho láaaaa no fundo,pode ser o brilho mais intenso e incrível do mundo, que ele nunca vai conhecer o mundo exterior se ele mesmo n quiser sair...
Não somos salvadores, n somos super heróis, n somos feitos de aço, n somos indestrutíveis, tb temos o direito d ficarmos tristes,frustrados,magoados,com raiva e principalmente....temos o direito de sermos egoístas quando é necessário...
Ah...Gabi um recado pra vc quando vc precisar voltar aqui...

Pensar no melhor pra vc ao invés na felicidade do outro quando vc não está legal...não te faz menos incrível,ou uma pessoa ruim, por causa disso...te faz sensata e te ensina a ter empatia por vc mesma.

domingo, 9 de julho de 2017

Uma noite de Julho

Mais uma vez o sono chegou...e com ele veio o medo..
A dor de cabeça está cada dia mais insuportável, meu pescoço parece que vai quebrar se revoltar e deixar que a cabeça saia rolando sem destino pelo chão do quarto.
A cama  parece ser forrada por espinhos cada dia maiores e mais doloridos, o travesseiro parece um bloco de concreto duro e gelado...
Minha coluna parece alumínio amassado, cada movimento dla eu ouço o tilintar das vértebras brigando entre elas.
Quando encosto a cabeça no travesseiro é como sentir alguém pisando com tudo que pode em minha cabeça, a dor as vezes se torna tão insuportável que o estômago desiste e pede ajuda...sinto o jantar (que por sinal é sempre horrível) voltar desesperado...parece q ele tem sobre mim a mesma opinião que eu tenho sobre ele...assim vamos vivendo.
Por fim o sono se torna mais forte que a dor...acho que é o único momento durante o meu dia que Deus sente pena de mim d verdade,e deixa que tudo escureça...
Por um breve momento acreditei nessa “pena” ai eis que descubro que minha dor está apenas começando...meus pesadelos vem como flashs de filmes de terror baratos.
Talvez a indústria do cinema algum dia me pague para escrever filmes Gore pra eles...
Pessoas se mutilando,colunas quebrando ao meio como gravetos em mãos de crianças...tudo parece um eterno suplício...

Por fim acordo,suando,com a roupa de cama estragada pq revirei até ela n agüentar mais...e como se não estivesse ruim o suficiente...a dor d cabeça está lá ainda pra me mostrar que é ilusão esperar que tudo passe....

sábado, 1 de julho de 2017

Conforme-se

Precisamos conversar...

Sabe, passou da hora de você começar a ver a sua vida com um pouco mais de realidade e menos fantasia.
Passou da hora de você entender que você será sempre a “melhor amiga”e vc não passará disso, é lá que você vai ficar e com sorte morrerá logo nesse lugar.
Passou da hora de você perceber que você nasceu pra essa vidinha medíocre e não sairá dela de forma alguma.
Passou da hora de você enxergar que seu único papel no mundo é de ouvido, que você será pra sempre a amiga sorridente que faz todos se sentirem bem com o mundo e com eles mesmos e como todo cão fiel e velho terá mta sorte se no final da vida tiver seu tapetinho velho ao lado do sofá de um casal idoso feliz.
Talvez...se você conseguir enfiar tudo isso na sua cabeça e parar de se debater,suas noites de sono voltem, suas dores de cabeça acabem,suas madrugadas no terraço sozinha irão sumir e com mta mta sorte você não irá dormir chorando mais.
Conforme-se que vc reclama demais, n passa d uma velha resmungona e insegura, que tudo da sua parte é uma imensa frescura dramática...
Conforme-se PF, por tudo que é mais sagrado que você não tem e nem terá nada exclusivamente seu, que você viverá pra sempre de migalhas dadas por pessoas sozinhas e desesperadas por atenção...e pf entenda que essas pessoas são passageiras...
Ouça seus próprios conselhos e congele o coração que já devia estar congelado q mtos anos.
Entenda de uma vez por todas que você é covarde por natureza e que o mundo não vai te oferecer nada pq ele n tem nada pra vc...
Apenas reze...reze pra que alguém lá no outro plano tenha mais pena de vc doq vc mesma e deixe vc ir mais cedo pra lá...

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Ao meu anjo com carinho...

Oi nênê...é triste..mto triste escrever um texto sabendo q vc não vai ler,mas afinal esse texto acho que é mto mais pra mim doq pra você.
Ja faz mais de 1 semana que você partiu...e as homenagens não param,hoje recebi o videoclipe q vc fez sabia? E como tudo que você faz...ficou incrível, eles dedicaram ele pra ti...lindo né?!
Mas confesso que algumas demonstrações de "amor" pra mim foram um tanto quanto exageradas, eu vi todas as pessoas que te magoaram de alguma forma fazendo um escândalo por terem t perdido...pessoas gravando video chorando...
Eu tenho certeza q a essa altura do campeonato tu deve estar dizendo "lá vai a velha resmungona reclamar dnovo"...tu adorava me atormentar me chamando assim neh?! se divertia mto me irritando era incrível....
Sabe belinha,eu n tenho conseguido dormir direito esses dias,ontem mesmo lá estava eu 2:00 da manhã no terraço do prédio olhando a rua,e pensando em como faria pra conseguir dormir sem chorar...pois é, falhei miseravelmente.
Desculpa n ter chegado mais perto d ti naquela ultima despedida,mas queria me lembrar d vc com akele sorrisão lindo estampado no rosto...queria me lembrar d vc saindo correndo pra pular no meu pescoço e me abraçar tão forte...tão forte q eu chegava a ter falta d ar...
Acho que os piores dias são quando a ficha some...ainda acho que você está no hosp e que tudo isso é um grande pesadelo, que logo vc vai me mandar msg perguntando do pinguim...
Não posso conversar com a raquel,acho que ela ainda n sabe lidar com a situação e prefere n tocar no assunto,n posso conversar com os meus amigos, pq todos me olham com akela cara de pena e me dizem "eu n sei oq dizer".
É desesperador saber que quando o liga da justiça sair eu n vou poder t xingar pq vc ta me enrolando pra n ir ver ele cmg...
As vezes eu n sei se te agradeço ou t xingo por ter vindo falar cmg sobre o piada mortal...as vezes penso q seria melhor ter t ignorado assim nós continuaríamos n nos falando e essa dor seria nada...
As vezes penso o quão estúpido é esse pensamento e q eu tive uma baita sorte d ter vc por perto...;
Tb me pego pensando nos sonhos q vc queria tanto realizar...pensando q no final do ano tem o show do Maroon5 e vc tava doida pra ir,ja tinha comprado ingresso e tudo...
Dói belinha...dói mto...dói pensar que eu n era a amiga q as vezes vc esperava, por ser tão resmungona e cabeça dura...desculpa por n ter dito mais vezes "eu te amo" sendo q lá dentro eu te amo tanto,tanto q eu sinto q um pedaço meu morreu junto com vc...
A única coisa q me conforta é saber q vc n sente mais dor,q n vai me mandar msg chorando dizendo q n aguenta mais arrebentarem tuas veias, que não aguenta mais fikr sem comer macarrão,
Me desculpa mesmo meu anjo...sei que agora vc estará sendo bem cuidada,sei q a bruna vai cuidar mto bem d vc...diz pra ela n te levar pra cachaçada ai pq eu to d olho em vcs 2...e pede desculpas pra ela por mim? Diz q eu tb amo ela mais q tudo e q eu lamento mto ter sido a irmã horrível q eu fui...
Se cuidem ai do lado de seja lá qm for q cuida da gnt....sempre vou amar vcs...

sábado, 22 de outubro de 2016

O Monstro

Olá meu querido...estava com saudades, jaz faz tanto tempo que não apareço por aqui.
Faz uma década que não me sento ao seu lado e começo a filosofar ou a me lamentar...hoje eu gostaria não de me lamentar...mas acho que você tem notado que nos últimos tempos eu ando um pouco estranha,pois é...quero te contar o porque de tudo isso, quero te dar o mínimo de satisfação que você merece.
Pois bem, a algum tempo tenho percebido também que ando um pouco estranha, hora doce, hora agressiva,hora apavorada,hora arrogante...
Mesmo assim isso não foi o suficiente pra me fazer procurar o que havia de errado...então as crises começaram...
O mundo se transformou em um monstro gigante com várias e várias mãos..com dedos infinitos e olhos firmes como rochas.
Eu comecei  a me tornar minha própria inimiga, quando o mundo não me agredia...eu comecei a me agredir...
Chegou num ponto que o meu corpo não aguentou tanta angústia e sofrimento, as dores começaram, parecia que mil borboletas se debatiam desesperadamente dentro do meu estômago junto com o pior ácido havia sido colocado lá corroendo cada dia um pouco mais.
O desespero finalmente atingiu seu máximo, a dor psicológica era tão agonizante que era como ter o médico e o monstro vivendo na minha cabeça, era como uma arma engatilhada 24hrs por dia e a qualquer movimento ela disparava.
Num segundo estava numa conversa amigável com alguém, e no segundo seguinte o terror começava,eram como mil vozes gritando na minha cabeça,o chão se abria, tudo girava ao meu redor, o tremor era incessante e tão forte que tarefas simples como me deitar se tornavam impossíveis, então a câmera mudava o campo de visão e eu me via ali...no chão, encolhida como uma criança apavorada aos prantos com medo de morrer...com medo de a respiração ofegante cessasse e o mundo silenciasse.
Com o tempo todos os sintomas pioraram, e a criança apavorada tinha tanto medo d aparecer que dava lugar a um monstro violento,arrogante e desbocado,n existia limites, era como um carro ladeira abaixo...sem freio,sem cinto de segurança..sem nada.
O monstro logo se cansava e dava lugar a criança...mas havia algo de diferente nela agora...ela já não estava mais apavorada com medo da morte...era pior...muito pior...pois dessa vez...Ela desejava a morte.

terça-feira, 23 de junho de 2015

Saudades do que nem conheci...


Sabe...hoje me peguei vendo uma reportagem sobre ciclistas passeando juntos sem áudio,e a primeira coisa que me veio a cabeça foi justamente que eram um casal gay por serem tão fofos.
É nesse mesmo momento que me peguei refletindo sobre o porque desse pensamento...
Pq hoje em dia está tão dificil demonstrar sentimentos pelo mero fato dos sentimentos existirem, pq precisamos de rótulos?
Pq hj é tão dificil um homem demonstrar qualquer tipo de afeto sem alguém chamando ele de viadinho,bixa ou etc...?
O mundo hoje ta tão mergulhado em grandes "ódios particulares" que a população está consumindo um ao outro.
E eu vejo esse rancor...essa frustração destilada e vomitada em todos os lugares,principalmente na internet, um lugar onde todos se consideram seguros pelo fato de estarem atrás de uma tela,protegidos pela distância do mundo real.
Meus pais não acreditavam em homofobia até o dia em que mostrei inúmeras reportagem de assassinatos de homossexuais apenas pelo fato de serem homossexuais.
Também não acreditavam em intolerância política e religiosa até o dia em que viram com seus próprios olhos a filha deles ser atacada por familiares que eram contra a sua visão de mundo,gritando e rosnando como cães que não comiam a meses.
Finalmente consigo ver os privilégios sendo tomados dos que sempre tiveram eles nas mãos como homens,católicos,evangélicos e brancos, e vendo tudo isso sendo distribuindo pra quem sempre precisou deles.
Mas na contramão vejo essas pessoas se revoltando mais e mais por terem suas "mordomias" sendo arrancadas a força e revidando com mais ódio ainda contra o povo que ja sofria com esse ódio..e o pior cada vez de formas mais violentas e humilhantes.
A população perdeu totalmente a sensibilidade para com o próximo pelo simples fato de que ele tenha as atitudes que esperamos dele, afinal nós temos uma familia que nos ama,que nos dá de tudo,que podemos viajar por conta...pq devemos esperar uma atitude diferente de um "pivete negrinho" que nasceu numa favela e que tem mãe drogada,pai bandido,e a única forma que ele tem de ter dinheiro pra comer ou pra ter o mínimo de luxo pra eles que é o básico pra gnt precisa se tornar aviãozinho de bandido.
Mas pra que ne? pra que parar pra pensar no moleque que matou o médico?
É tão mais facil jogar o pivete na cadeia e esquecer dele lá,afinal lá ele não será mais um problema meu...mas sim apenas do estado.
É tão triste ver o mundo,de gente que se diz "estudada" destilando todo esse ódio irracional gratuito.
Meu pai me conta sobre um tempo em que tudo era mais saudável,era tudo mais escondido? era...mas ao menos havia mais respeito ao próximo...
Que saudade que alguém deve sentir desse tempo em que a dor do próximo não era tão aclamada com palavras de fé.